O Instituto Ciência Hoje publicou um artigo de autoria do geneticista e Professor Titular do Departamento de Bioquímica e Imunologia da UFMG, Sergio Danilo Pena,  que fala acerca da origem das raças.O artigo trata da questão de como se deu o conceito e divisão dos homens em raças pelo naturalista sueco Carl Linnaeus, na edição de 1767 do seu Systema Naturae (“Sistema da natureza”).Cita também as opiniões preconceituosas expressas pelo filósofo francês Voltaire (François-Marie Arouet, 1694-1778), mostrando que idéias racistas já existiam na Europa muito antes da divisão da humanidade em raças.A abordagem do artigo é de suma importância, pois nos possibilita uma compreensão da gênese deste debate acerca da diversidade de raças, que como visto, se iniciou bem antes do fim do século XVIII.
 
  
Um triste exemplo da tendenciosidade e desonestidade do “racismo científico” é esta imagem publicada em 1854 no livro Types of mankind (“Tipos de humanidade”), de Josiah Nott (1804-1873) e George Gliddon (1809-1857). Os autores fraudulentamente tentaram enfatizar a diferença entre os europeus (aqui representados pela escultura grega Apolo de Belvedere) e os africanos, e a semelhança entre os africanos e os chimpanzés.
O artigo pode ser conferido no site http://cienciahoje.uol.com.br/123264.
Anúncios