De volta ao blog depois de uma temporada sem postar devido a n fatores, gostaria de comentar um assunto que há muito tem sido pauta de blogs e listas de discussão de Biblioteconomia: o censo profissional dos bibliotecários brasileiros.

O CFB – Conselho Federal de Biblioteconomia -, em sua página na internet, convida os profissionais a preencherem um formulário que foi dividido em duas partes: a primeira contendo informações para cadastramento ( Identificação;Formação Profissional;Atuação Profissional; e Educação Continuada); e a segunda visa apeamento de Competências, visando compreender qual o perfil do bibliotecário que atua no contexto nacional e, cotejando com os aspectos teóricos que dizem respeito ao conjunto de saberes que compõem a sua formação, compreender quais são as fortalezas e debilidades quando de sua ação.”

Vi recentemente um infográfico bem bacana elaborado pela Master Degree Online no site Web Librarian, do Alexandre Berbe, que mostra um panorama bem interessante dos bibliotecários americanos e suas peculiaridades.

Um censo profissional das “terras brasilis” é imprescindível para avaliarmos “com que pernas anda” a Biblioteconomia brasileira, já que a única coisa que sabemos é que hoje existem cerca 30 mil profissionais no mercado, porém, sem quaisquer outras informações adicionais.Aguardemos os resultados do que está sendo preparado pelo CFB e, a partir daí, poderemos discernir quais os ajustes necessários para que a biblioteconomia siga em frente.

Anúncios